Economia

Dólar cai, e bolsa fecha no maior nível em dez meses

Um dia depois de fechar em queda, a bolsa de valores recuperou-se e voltou a fechar no maior nível em dez meses. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, subiu 1,54% e encerrou esta terça-feira (19) aos 53.010 pontos. É o melhor fechamento desde 26 de junho do ano passado (54.017 pontos).

A moeda norte-americana reverteu a alta de ontem e fechou próximo de R$ 3,50. O dólar comercial caiu R$ 0,067 (-1,92%) e encerrou o dia vendido a R$ 3,528. Ontem (18), a moeda tinha fechado em R$ 3,597.

O dólar operou em baixa durante toda a sessão, mas acelerou a queda a partir do fim da manhã, fechando próximo da mínima do dia. A divisa acumula queda de 1,89% em abril e de 10,63% em 2016.

Pela primeira vez desde o fim de março, o Banco Central não interveio no câmbio e deixou de fazer leilões de swap cambial reverso, que funcionam como compra de dólares no mercado futuro. Essas operações pressionam o câmbio para cima, evitando que a moeda norte-americana caia demais e prejudique as exportações do país.

Além do clima político interno, contribuiu para a queda do dólar e a alta da bolsa o cenário internacional. Depois de cair ontem por causa do colapso do acordo que congelaria a produção de petróleo, o preço do barril do tipo Brent subiu 3% e encerrou o dia em US$ 42,42. O motivo foi uma greve de trabalhadores no Kuwait que reduziu pela metade a produção no país, um dos principais produtores mundiais.

Por causa da desaceleração da economia chinesa e da demora da recuperação econômica de países europeus e do Japão, a demanda global por commodities (bens primários com cotação internacional) tem caído. Isso prejudica países vendedores de grãos e de minérios, como o Brasil, porque barateia as exportações e reduzem a entrada de divisas no país.

Posts relacionados
Economia

Ford encerra sua produção no Brasil

Economia

Ibovespa termina 2020 com sinal positivo e perto de níveis históricos

Economia

Indústria do RJ recuperou metade dos empregos no pico da pandemia

Economia

Varejo tem recuperação nas vendas de fim de ano na capital paulista

Assine nossa Newsletter e
mantenha-se informado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *