Hot NewsVideo News

Exchange de criptomoedas BitMEX revela que maioria de seus usuários não usa alavancagem máxima

A plataforma de negociação de derivativos de criptomoedas de Hong Kong BitMEX, afirma que, em média, seus usuários não usam a alavancagem máxima de 100x que a plataforma oferece. A BitMEX relatou os dados em uma publicação em seu blog nesta última quarta-feira, 15 de maio.

De acordo com o post, o cofundador e CEO da empresa, Arthur Hayes, solicitou à equipe de dados científicos da exchange o levantamento de dados históricos sobre o uso médio de alavancagem para o Bitcoin (BTC)/perpetual swap em dólar dos Estados Unidos.

Hayes afirmou que os dados obtidos dessa maneira mostram que “os traders são bastante ‘responsáveis’ por não usarem, em média, o valor máximo de alavancagem.” Os dados mostram que a alavancagem média mensal ponderada do Bitcoin no perpetual swap foi 29x em posições longas e 26x em posições curtas em maio de 2018.

Em abril de 2019, a média ponderada da alavancagem efetiva média no mesmo contrato era 22x em posições compradas e 30x em posições vendidas. O post também afirma que – nos 12 meses anteriores – 80% das posições compradas tinham uma alavancagem menor ou igual a 54x, enquanto 80% das posições vendidas não usavam alavancagem de mais de 47x.

Como informado pelo Cointelegraph em meados de abril, a Trading Technologies International, uma empresa de infraestrutura de trading profissional sediada nos Estados Unidos, formou uma parceria com a empresa controladora da BitMEX para abrir seus produtos a traders de derivativos de criptos.

No final do mês passado, fontes familiarizadas com o assunto afirmaram que a empresa de comércio eletrônico E*Trade Financial Group está se preparando para oferecer o trading de criptomoedas em sua plataforma.

Fonte

Posts relacionados
Hot NewsTrending

Fundação Stellar vai distribuir R$ 500 milhões da criptomoeda XLM em rede social

Hot NewsTrending

Clientes pressionam Unick Forex sobre falta de pagamentos em evento da empresa

Hot NewsTrending

Órgão internacional contra lavagem de dinheiro vai coletar dados de quem tem criptomoedas

Hot NewsTrending

Banco do Brasil paga R$ 683 milhões por carteira de crédito do Banco Votorantim

Assine nossa Newsletter e
mantenha-se informado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *