BrasilDinheiro

Preço do aluguel tem queda recorde no país em agosto

O preço médio anunciado para aluguéis de apartamentos em nove cidades do Brasil caiu 1,81% nos últimos doze meses terminados em agosto, enquanto a inflação calculada pelo IPCA aumentou 9,53% no período, segundo o Índice FipeZap. É a maior queda de preços em 12 meses registrada desde o início da série histórica do índice, que começou a ser calculado em janeiro de 2008.

De acordo com o FipeZap, o preço médio de locação mensal anunciado nas nove cidades em junho foi de 33,04 reais por metro quadrado em agosto. O valor é equivalente a um aluguel de 1.982,40 reais para um imóvel de 60 metros quadrados.

O índice considera apenas os preços médios anunciados em novos contratos de aluguéis no Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Santos, Porto Alegre, Campinas, Salvador, São Bernardo do Campo e Curitiba.

O indicador não mede as variações de custos dos contratos em vigor, que são reajustados pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), que subiu 7,55% no período, entre outros indicadores.

O valor médio anunciado para o aluguel das unidades registrou queda de 0,72% no mês passado, enquanto o IPCA subiu 0,22%. A queda mensal também foi a maior registrada desde o início do cálculo do índice.

Curitiba, e Rio de janeiro registraram as maiores quedas de preços médios anunciados para locação no mês, enquanto Campinas e Santos registraram as maiores elevações.

Veja na tabela a seguir a variação dos preços dos aluguéis em agosto, julho e nos últimos doze meses. A lista foi ordenada de forma decrescente pela variação em agosto.

Região // Variação em agosto // Variação em julho // Variação nos últimos 12 meses

São Bernardo do Campo // 0,73% // 0,29% // 4,02%

Campinas // 0,67% // 0,31% // 4,43%

Santos // 0,39% // 0,12% // 4,18%

IGP-M // 0,28% // 0,69% // 7,55%

IPCA // 0,22% // 0,62% // 9,53%

Curitiba // -0,10% // -0,11% // -3,98%

Porto Alegre // -0,40% // 0,28% // 2,02%

Brasília // -0,53% // 0,51% // 3,93%

São Paulo // -0,60% // -0,76% // -1,13%

Salvador // -0,63% // -0,74% // 3,03%

Média (9 cidades) // -0,72% // -0,67% // -1,81%

Rio de Janeiro // -1,48% // -1,49% // -7,72%

Agora veja o preço médio do aluguel por metro quadrado em cada uma das nove cidades monitoradas pelo FipeZap:

Cidade // Preço médio (m²)

Rio de Janeiro // R$ 39,02

São Paulo // R$ 36,78

Média (9 cidades) // R$ 33,04

Brasília // R$ 31,05

Santos // R$ 27,89

Porto Alegre // R$ 22,67

Campinas // R$ 22,58

Salvador // R$ 21,87

São Bernardo do Campo // R$ 19,01

Curitiba // R$ 15,96

 

Rentabilidade

Em agosto, o retorno médio obtido por proprietários de imóveis com aluguéis nas nove cidades incluídas no Índice FipeZap de Locação foi de 4,70% ao ano.

A taxa, que calcula os rendimentos com a locação do imóvel em relação ao preço de venda da unidade, serve como parâmetro para verificar a rentabilidade do investimento em imóveis.

No entanto, a renda obtida com aluguéis é apenas uma parte desse investimento, que também inclui a valorização do preço de venda da unidade.

Por conta disso, a rentabilidade dos aluguéis deve ser comparada com o retorno real (acima da inflação) proporcionado por outras aplicações financeiras de renda fixa, como apoupança.

Veja na tabela a seguir o retorno médio dos aluguéis em agosto, o retorno real da poupança e a taxa de juros real. A lista foi ordenada do maior para o menor retorno:

Taxa de juros real* // 7,70%

Santos // 6,60%

Salvador // 5,40%

São Paulo // 5,00%

Campinas // 5,00%

São Bernardo do Campo // 4,80%

Porto Alegre // 4,70%

Média (9 cidades) // 4,70%

Brasília // 4,30%

Rio de Janeiro // 4,10%

Curitiba // 3,60%

Poupança (rendimento real)* // -0,90%

Os contratos de swap preveem a troca de rentabilidades de diferentes índices. A taxa de swap foi usada pois esse tipo de contrato reflete as expectativas de juros reais para os próximos 12 meses, em vez de mostrar os juros reais passados. Assim, a comparação fica mais compatível com os retornos dos aluguéis, que por serem baseados nos dados de venda e locação de março indicam o rendimento que está por vir, e não o retorno passado. *Para mostrar o retorno dos investimentos acima da inflação, foi usada como referência a taxa de swap Pré x DI (BM&F) de 360 dias descontada da expectativa de inflação para os próximos 12 meses (Banco Central).

Posts relacionados
Brasil

Entenda as mudanças da PEC Emergencial

Dinheiro

Receita recebe 438 mil declarações do IR no primeiro dia de entrega

Brasil

Capital paulista fecha 2020 com mais de 50 mil imóveis novos vendidos

Brasil

UFMG desenvolve vacina contra a covid-19

Assine nossa Newsletter e
mantenha-se informado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...