BrasilEconomia

Standard & Poor’s coloca 30 empresas brasileiras em perspectiva negativa

Após mudar a perspectiva de nota do Brasil de estável para negativa, a agência de classificação de risco Standard & Poor’s também fez hoje (29) a alteração para 30 empresas e 11 instituições financeiras brasileiras.

A agência manteve as notas das empresas e mudou somente a perspectiva, assim como fez com a nota de crédito em moeda estrangeira do Brasil no longo prazo, que permanece em BBB-. O país manteve o grau de investimento, ou seja, continua sendo considerado seguro para investidores, mas pode ter a nota rebaixada no futuro.

A mudança para as empresas brasileiras é consequência dessa alteração de perspectiva de nota do Brasil.

Ontem (28), a agência informou em comunicado que houve “uma correção significativa de política durante o segundo mandato da presidenta Dilma Rousseff”, mas, mesmo assim, “o Brasil enfrenta circunstâncias políticas e econômicas desafiadoras”.

>> Veja a lista de instituições financeiras e empresas:

Instituições financeiras

– Banco Bradesco S.A.;
– Itaú Unibanco Holding S.A.;
– Itaú Unibanco S.A.;
– Banco Citibank S.A.;
– Banco do Brasil S.A;
– Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A.;
– Banco Santander (Brasil) S.A.;
– Banco do Nordeste do Brasil S.A.;
– BM&FBovespa S.A-Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros;
– Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES);
– Caixa Econômica Federal.

Empresas

– AmBev – Companhia de Bebidas das Américas;
– Atlantia Bertin Concessões S.A. (AB Concessões) e subsidiárias,
– Rodovia das Colinas S.A. e Triângulo do Sol Auto-Estradas S.A.;
– Arteris S.A. e sua subsidiária, Autopista Planalto Sul S/A.;
– Braskem S.A.;
– CCR S.A. e subsidiárias, Autoban – Concessionária do Sistema Anhanguera Bandeirantes S.A., Concessionária da Rodovia Presidente Dutra S.A., e Rodonorte Concessionária de Rodovias Integradas S.A.;
– Companhia Energética de São Paulo (Cesp);
– Companhia de Gás de São Paulo (Comgás);
– Companhia Energética do Ceará (Coelce);
– Duke Energy International Geração Paranapanema S.A. (Duke);
– Ecorodovias Concessões e Serviços S.A. e  Concessionária Ecovias dos Imigrantes S.A.;
– Elektro Eletricidade e Serviços S.A. (Elektro);
– Eletrobrás – Centrais Elétricas Brasileiras S.A.;
– Globo Comunicação e Participações S.A. (Globo);
– Itaipu Binacional;
– Multiplan Empreendimentos Imobiliários S.A. (Multiplan);
– Net Servicos de Comunicação S.A. (Net);
– Samarco Mineração S.A.;
– Tractebel Energia S.A.;
– Transmissora Aliança de Energia Elétrica S.A. (Taesa);
– Ultrapar Participações S.A. (Ultrapar);
– Votorantim Participações S.A. e as subsidiárias, Votorantim Industrial S.A. e Votorantim – Cimentos S.A.

Posts relacionados
Brasil

Entenda as mudanças da PEC Emergencial

Economia

Clientes de bancos podem acessar serviços do governo pelo aplicativo

Economia

Novo marco legal do câmbio facilitará adesão do Brasil à OCDE, diz CNI

Brasil

Capital paulista fecha 2020 com mais de 50 mil imóveis novos vendidos

Assine nossa Newsletter e
mantenha-se informado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...