Brasil

Startup quer transformar comércios em caixas eletrônicos

No Brasil, o mercado de caixas eletrônicos é dominado pela rede 24Horas, de propriedade dos 5 maiores bancos brasileiros. Um problema geralmente enfrentado pelos brasileiros é a dificuldade de encontrar uma unidade disponível por perto, além de termos que pagar as taxas impostas.

Pensando em resolver esse problema, surgiu a Saxperto, iniciativa que permite que clientes de bancos e carteiras digitais façam saques em pontos de comércio próximos de sua localização, como bancas de jornais, padarias e supermercados.

Seus idealizadores são Tiago Godoi, que foi consultor na Mckinsey e no Mercado Pago e Rodrigo Batista, fundador do Mercado Bitcoin, uma das maiores empresas de moedas digitais do Brasil.

Com a solução criada pelos empreendedores, os clientes dos bancos digitais não precisam instalar nenhuma aplicativo adicional. Basta abrir o aplicativo da sua conta digital que passará a exibir um mapa com locais próximos e com notas disponíveis e ir sacar. A startup cobra dos bancos digitais metade do cobrado pela Rede 24Horas.

“Essa solução permite às carteiras digitais terem acesso a uma rede grande e bem mais barata de pontos de saques, aos clientes terem locais próximos de onde estejam. Para os estabelecimentos comerciais ela atrai mais público e remove dinheiro do caixa, o que normalmente gera custos de segurança e transporte”, afirma Tiago.

O empreendedor também destaca que como todas as startups que envolvem finanças, é preciso ter muita clareza quanto a adequação regulatória e para isso, eles estão contando com a ajuda do Banco Central. A Saxperto foi uma das startups selecionadas para participar do LIFT – Laboratório de Inovações Financeiras e Tecnológicas, criado pelo Banco Central em maio.

A iniciativa, feita em parceria com a Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac), funciona como espécie de incubadora de projetos, criando um ambiente colaborativo para estimular iniciativas de inovação tecnológica junto às startups, fintechs e pequenas empresas de tecnologia. As startups selecionadas contam ainda com oapoio tecnológico de grandes corporações de TI, como Microsoft, IBM, AWS e Oracle.

“O Lift tem nos ajudado bastante com essas questões regulatórias. Além disso, o Banco Central também tem nos aberto muitas portas”, comenta.

A solução já está disponível em 100 pontos comerciais em Porto Alegre, com a meta de chegar em Sao Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo no primeiro trimestre de 2020. Hoje 5 bancos digitais estão habilitados com a Saxperto: Picpay, Mercado Pago, Nubank, Pague Seguro e Banco Original, mas eles tem a meta de fechar o ano com 50 carteiras.

Fonte/a>

Posts relacionados
Brasil

Cartórios já podem autenticar documentos por meio digital

BrasilMinas Gerais

Governo mineiro quer mais estudos sobre projeto de trem BH-Brumadinho

Brasil

Ministério busca recursos para Reator Multipropósito Brasileiro

Brasil

Brasil vai às urnas para eleger prefeitos e vereadores

Assine nossa Newsletter e
mantenha-se informado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *