Brasil

Tecnologia permite ver casa do sonho por meio de realidade aumentada e maquetes em 3D

Com o objetivo de criar uma ferramenta que facilite a vida do consumidor de forma prática usando a arquitetura e a tecnologia a seu favor, os empreendedores Mauricio Carrer, Denis Cossia, Alexandre Hepner e Odilon Castriota criaram a InstaCasa, uma construtech que permite que potenciais compradores visualizem em sua plataforma uma grande variedade de projetos de arquitetura para implantação em cada lote no lançamento do empreendimento.

A tecnologia tem ajudado a determinar novos padrões de consumo e com o crescimento da transformação digital em diversos setores, as empresas estão tendo que inovar para se manterem em um mercado altamente competitivo. Hoje, o maior desafio das pessoas que querem comprar um terreno está em visualizar o que pode ou não ser construído naquele espaço, além disso, as questões legislativas mudam de região para região e podem impactar diretamente na construção.

Segundo o CEO da startup, Mauricio Carrer, por meio da solução é possível ver diversos projetos que podem ser construídos no terreno que são perfeitamente compatíveis com o tamanho, a topografia e a legislação local. “Nosso objetivo é mostrar para o comprador uma série de projetos que podem ser construídos naquele local e projetar isso no terreno na hora da venda. Por exemplo, ao visitar o terreno ele consegue ver sua casa dos sonhos ali, em tempo real”, conta o empreendedor.

O consumidor consegue escolher o projeto da sua casa dos sonhos e conhecer cômodo por cômodo, tudo isso por meio da realidade aumentada e da tecnologia em 3D. A plataforma da InstaCasa tem mais de 3 mil projetos cadastrados, todos exclusivos, criados por um time de arquitetos e a relação do que pode ou não ser construído naquele espaço muda de acordo com o empreendimento.

Além disso, a plataforma consegue calcular automaticamente o quanto o consumidor vai gastar para construir aquele projeto que estiver visualizando. “Além da dificuldade de ver o que poderia ser construído no terreno, muitos consumidores não tinham ideia do quanto eles gastariam. Então, decidimos implementar uma solução na plataforma que pudesse dar uma média do quanto seria gasto para construir o projeto escolhido”, explica Mauricio.

O cálculo tem como base o CUB (Custo Básico Unitário de Construção) de cada estado, então o consumidor de São Paulo, por exemplo, consegue visualizar, na hora da compra de um lote, não só os tipos de casas que podem ser construídas naquele terreno, como também quanto custaria em média para construí-la.

Segundo Mauricio, além de auxiliar o comprador no planejamento é possível prever erros de construção em diferentes áreas do projeto e evitar desperdícios de materiais, por exemplo. Evitando até gastos excessivos. “Nosso objetivo foi entregar uma solução 360 graus que ajudasse o comprador a visualizar sua casa dos sonhos, mas que também prevê-se possíveis dores de cabeça”, finaliza o empreendedor.

Além disso, a tecnologia auxilia o processo de financiamento imobiliário, pois além de ajudar o consumidor a planejar o investimento necessário para construção, também fornece o projeto no formato de aprovação para a Prefeitura, processo necessário para conseguir o financiamento imobiliário da Caixa Econômica Federal, por exemplo.

Fonte/a>

Posts relacionados
Brasil

Fachin anula condenações de Lula na Lava Jato

Brasil

Entenda as mudanças da PEC Emergencial

Brasil

Capital paulista fecha 2020 com mais de 50 mil imóveis novos vendidos

Brasil

UFMG desenvolve vacina contra a covid-19

Assine nossa Newsletter e
mantenha-se informado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...