EconomiaInternacional

Volkswagen ultrapassa Toyota e torna-se na maior fabricante mundial

A marca de automóveis alemã ultrapassou a fabricante nipónica como a marca mais vendida em todo o mundo. Lugar ocupado pela Volkswagen pela primeira vez.

Depois de quatro anos consecutivos na liderança mundial na venda de automóveis, em 2016 a Toyota perdeu a posição cimeira para a Volkswagen.

De acordo com os relatórios anuais de vendas citados pela BBC, a marca alemã vendeu 10,31 milhões veículos no ano passado, superando assim os 10,175 milhões veículos vendidos pela fabricante nipónica.

O registo conseguido em 2016 pela Volkswagen é tão mais surpreendente tendo em conta que o período em questão se seguiu ao escândalo relacionado com a manipulação de emissões por parte da marca alemã.

A contribuir de forma decisiva para o bom desempenho da fabricante que também detém marcas como a Audi, a Porsche e a Skoda, cujas vendas aumentaram 3,8% esteve o aumento da procura do mercado chinês.

Também o facto de o novo Volkswagen Golf ter sido o carro mais popular de 2016 na Suécia foi importante para a marca alemã, que assim conseguiu destronar a Volvo após mais de 50 anos como líder de venda no mercado sueco.

Já as vendas totais da Toyota cresceram 0,2% em 2016, pese embora a quebra de vendas verificada nos Estados Unidos. A BBC nota que o relatório de vendas da General Motors só será conhecido na próxima semana, contudo espera-se que a fabricante norte-americana registe números abaixo dos alcançados pela Volkswagen e pela Toyota.

Em 2015 a GM foi a terceira maior fabricante em termos de vendas, tendo sido a maior vendedora em 2011, ano em que a produção da marca japonesa foi prejudicada pelo tsunami que afectou a região nordeste do Japão.

Posts relacionados
Internacional

Amazonia 1 chega à órbita com sucesso e inicia transmissão de dados

Internacional

Rússia registra a terceira vacina contra o novo coronavírus

Economia

Clientes de bancos podem acessar serviços do governo pelo aplicativo

Economia

Novo marco legal do câmbio facilitará adesão do Brasil à OCDE, diz CNI

Assine nossa Newsletter e
mantenha-se informado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha loading...